Quais são as principais etapas de um loteamento?

O processo de aprovação e construção de um loteamento é complexo e demanda muitas etapas. Transformar uma área inabitada em um bairro planejado e com características de uma cidade como o complexo Gran Park Douro em Vespasiano definitivamente não é algo fácil. Desde a demanda de habitação até o período de construção há um longo caminho a percorrer. Preparamos um artigo para que você entenda melhor como funcionam as etapas de um loteamento. Confira!

Avaliação do local

Antes de tudo, é preciso analisar se há uma demanda por habitação no local, ou ainda, a possibilidade de criar tal demanda. Esta avaliação é essencial, porque é ela quem direciona o rumo do seu empreendimento. Ao fazer isto, é possível ter uma ideia do público-alvo, tamanho do terreno e possibilidade de crescimento da região, por exemplo. O entorno também é importante, pois é o que irá agregar valor ao empreendimento.

Após pensar nestes quesitos, é necessário considerar também algumas questões práticas: como será feito o saneamento básico? E o plano de abastecimento de água? A cidade possui um plano de desenvolvimento urbano? Ponderar todas estas questões é essencial para o sucesso das demais etapas.

Licenças e trâmites

Primeiramente, aspectos ambientais devem ser analisados para saber se será necessário obter aprovações com os órgãos públicos responsáveis. Fazer um estudo adequado do solo é imprescindível para saber se é preciso obter uma licença ambiental que esteja em consonância com as legislações locais. O outro passo, é obter um alvará de construção junto à prefeitura.

Para que um loteamento seja aprovado, é exigido o desenvolvimento de projetos urbanísticos, de paisagismo e arborização entre outros. Deve-se atentar também à distribuição das áreas ao apresentar o projeto à prefeitura: ao menos 5% da área total precisa ser destinado a obras públicas, 10% para sistemas viários e 20% para áreas de lazer. Todos os projetos precisam ser aprovados por organismos públicos

Construção

Com os projetos aprovados e licenças obtidas, você poderá dar início à construção. A escolha do terreno ideal também deve ser feita cautelosamente levando em conta critérios específicos. Vale lembrar que a obra deve ser entregue com todas as redes (esgoto, saneamento, energia, vias) devidamente testadas e aprovadas. Na construção, os custos costumam ser muito altos e podem fugir do orçamento. Planejar-se antes para economizar pode ser um grande aliado do seu bolso.

Finalização

Se cada etapa for cumprida corretamente, não tem erro: o seu loteamento tem tudo para ser um sucesso. Mas atenção: ao entregar o imóvel para os proprietários, a loteadora deve ter em mente que está entregando absolutamente tudo o que prometeu! Após concluída a obra também deve-se atentar a outros documentos exigidos, como o Habite-se. As equipes de marketing e vendas então estão autorizadas a começar a divulgação para o lançamento do novo empreendimento.

Veja o vídeo completo da Palestra realizada pelo Rodrigo Amaral da Prospetar.

 

 

Agora que você já entende um pouco mais sobre a criação de um loteamento, veja como funciona uma construção sustentável e inspire-se!