4 passos para escolher o terreno adequado ao comprar um lote

Decidiu comprar um lote mas não consegue escolher o terreno adequado para construir? Esta escolha de fato deve ser muito cautelosa e o preço não é o primordial nessa decisão. A infraestrutura, o meio-ambiente no entorno, tudo deve ser levado em conta para não prejudicar seu futuro empreendimento. Pensando nisso, fizemos um passo a passo para você fazer a escolha correta e não se arrepender depois, acompanhe a seguir.

1. Observe suas prioridades ao escolher o terreno para construir

Nem todas as pessoas compram lote com o mesmo objetivo. Antes de qualquer coisa, é importante analisar o que você deseja priorizar no seu espaço. O que é mais importante: O tamanho, a localização, o clima?  Tudo isso depende do que será construído no local. Após ter este ponto bem claro, se já tiver algo em vista, anote em um papel os prós e os contras do terreno. Isso certamente irá ajudá-lo a ter uma noção maior na hora de bater o martelo.

É importante também averiguar se a vizinhança é adequada para o tipo de empreendimento. Se você quer construir um bar em um bairro residencial, por exemplo, deve pensar se seu isso não causará problemas aos vizinhos. Este cuidado é essencial para que o proprietário não sofra futuramente com multas, incômodo e estresse.

2. Verifique a qualidade do solo e o meio ambiente ao redor

Apenas olhando não é possível identificar se um solo é ou não adequado para a sua construção. O ideal é contratar uma empresa para fazer o perfil do terreno e fornecer um diagnóstico para que você possa avaliar com calma se o investimento vale ou não a pena.

Observe se há a presença de rios, córregos ou cursos d’água no entorno. Além dos riscos do aumento dos níveis de água nestes casos, provavelmente gastos futuros com as fundações ou alicerces serão altos. Se a camada do solo não for muito resistente, não suporta uma carga muito alta, o que acarreta um aumento nos custos. É importante também ter atenção às árvores e matas ao redor para não causar danos ao meio ambiente.

3. Avalie o zoneamento e infraestrutura da região

O zoneamento consiste na divisão da cidade em áreas, sobre as quais incidem regras distintas sobre uso e ocupação do solo. Muitas pessoas não sabem deste detalhe e averiguam apenas a condição do solo, mas na hora de construir podem acabar encontrando problemas.

Procurar saber a respeito da infraestrutura e serviços na região também é fundamental, afinal não seria nada legal descobrir que não há vias pavimentadas, hospitais ou supermercados próximos, por exemplo. É interessante também perguntar para a vizinhança como funcionam os serviços de água e luz, se há trânsito na região, e quaisquer outros eventos que possam prejudicar o cotidiano e as necessidades básicas.

4. Confira bem a documentação e o contrato de compra e venda

Antes de tudo confira se o terreno está registrado no órgão responsável e exija a certidão de propriedade autorizada. Com isso, você consegue saber se a condição do terreno está regular e evitar dores de cabeça. Após decidido pela compra, confira também com muita cautela o contrato de compra e venda.

Certifique-se bem que cada cláusula será cumprida e está clara para ambas as partes. Você terá direito a uma cópia, a qual deverá cadastrar imediatamente no Cartório de Registro de Imóveis.

Tomada a devida precaução e fazendo a checagem destes itens, você ficará muito mais seguro para realizar sua compra. Não salte nenhuma etapa e busque a ajuda de profissionais específicos quando necessário. Um investimento desse porte requer todo o cuidado e atenção.

Gostou do conteúdo? Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades e empreendimentos disponíveis para você!

Deni Lamb

MBA em Gestão Comercial e Vendas, graduado em Marketing. Vinte anos de experiência profissional na área de marketing e vendas.