5 passos para criar a própria horta orgânica em casa

Sabia que ter uma horta orgânica em casa é mais fácil do que você pensa? Há inúmeros benefícios desta prática, que não exige tanto tempo, dinheiro ou espaço como muitos acreditam. Comer alimentos mais saudáveis e livres de agrotóxicos, além de ter mais diversidade alimentícia são alguns deles. Entrar em contato direto com a natureza através da plantação também é relaxante, e funciona como uma terapia.

Estimular crianças a praticar este tipo de atividade também é uma ótima ideia, porque estimula hábitos saudáveis e melhor qualidade de vida. Outra vantagem, é que você pode ter certeza da procedência do seu alimento. Você vai sentir no paladar a diferença ao comer alimentos orgânicos, além de ingerir muito mais nutrientes do que aqueles que possuem muita química.

Para quem mora em apartamento e não conta com tanto espaço, também há opções de hortas suspensas, por exemplo. Com o nosso passo a passo você não terá mais desculpas para começar já a sua horta!

1. Escolha bem o local da sua horta orgânica

O sucesso da sua plantação pode depender deste passo. Antes de montar sua horta, verifique se ela estará em um lugar que receba luz solar sempre que possível e seja livre de ventos muito fortes. Além disso, deve ser um local de fácil acesso, onde você possa se mover com facilidade. É necessário também pensar no seu cultivo, porque cada planta tem uma necessidade diferente de exposição ao sol.

Em espaços abertos é possível utilizar telas para proteger do sol ou vento excessivo. Outro ponto, é atentar-se ao lugar onde seus alimentos serão plantados: diretamente no solo ou em vasos. Isto porque a organização dos canteiros muda em cada caso. Em casos onde se planta diretamente no solo pode-se prevenir erosão com materiais recicláveis que, além de proteger, irão dar um charme à sua horta.

2. Decida quais alimentos plantar

Escolhido o local adequado, é preciso decidir quais alimentos você quer plantar. É importante pesquisar um pouco antes, visto que alguns cultivos não podem ser plantados juntos porque não se desenvolvem adequadamente. Alguns alimentos são mais fáceis de crescer do que outros, como ervilhas, milho e feijão por exemplo.

Verduras como espinafre, rúcula e couve também precisam de poucos cuidados e podem ser facilmente plantados. Manjericão, hortelã, lavanda, também são ótimas alternativas e desenvolvem-se com muita facilidade.

3. Alterne as plantações

Este passo também é uma dica preciosa, porque ajuda a prevenir a difusão de doenças ou pragas na sua horta. Você pode pesquisar ou fazer testes, pensando na parte prática e também na estética da sua horta.

Misturar temperos, legumes e plantas pode ter ótimos resultados, além de embelezar sua plantação!

4. Faça rotação de culturas

A rotação de culturas nada mais é do que uma técnica para evitar a exaustão do solo. Ela é feita alternando as culturas a cada novo plantio, em uma mesma área. Este processo ajuda para que sua horta não morra, porque cada plantação tem uma necessidade diferente de adubação. Desta forma, modifica-se sempre a absorção de nutrientes e água pelo solo de modo que ele esteja sempre renovado e fértil.

5. Forneça sempre a quantidade de água adequada

É comum ouvi as pessoas se queixarem que sua horta orgânica não deu certo, mesmo regando todos os dias. Talvez seja exatamente este o motivo da falta de sucesso! Sabemos que dentro de uma caixa, a planta não tem reservas de água o suficiente para se desenvolver. Entretanto, isso não significa que ela precisa ser molhada diariamente 2 ou mais vezes por dia.

É preciso observar cada situação. Em tempos de calor, a necessidade de água costuma ser maior. Quanto há chuvas regulares ou o tempo não está tão quente, esta necessidade muda. Além disso, há horários do dia que são melhores para molhar, o que também irá variar de acordo com cada plantação. Converse com alguém que entenda e pesquise sobre o assunto antes de começar a plantar.

Fazer sua própria horta orgânica não tem nenhum segredo, e mantê-la também não é difícil. Experimente coisas novas, faça testes e aproveite o novo hobby como uma maneira de também decorar a sua casa.

Plantar é algo que está ao alcance de todos, e além dos benefícios já citados, você também economiza dinheiro quando produz o próprio alimento. Acompanhe nossas redes sociais para mais dicas como esta!

Deni Lamb

MBA em Gestão Comercial e Vendas, graduado em Marketing. Vinte anos de experiência profissional na área de marketing e vendas.